JujudeBlu

Clamai e chamai as rosas e os arlequins
Pois é novo tempo pros brados tupiniquins
Pros velhos, pros novos, pros gênios ruins…

Clamai fantasmas augustos blenorrágicos
Clamai com seus lamentos esporádicos
Clamai por aí com seu vôo errático…

Mas, porque sois assim tão vilipendiosos?
Não sabeis acaso de meus sentimentos jocosos?
As cartas que escondo disfarçam os sorrisos
Dos traumas, das facas, flores em guiso…

São tudo canções mortas, e lamentos mortais
Abraços, beijos, carícias, lamentos guturais…
São tudo vestes diáfanas a serviço de tu
São aves mortais pedindo o fim da greve da Juju.

Anúncios

8 pensamentos sobre “JujudeBlu

  1. amor ao isomofismo???
    Sim, vc viu algebra, mas eu vou abandonar pra pegar o mesmo professor semestre que evm e blá, blá, blá!
    Aliás, expliquei tudo no post de hj.
    Eu ainda não amo algebra, mas ja comecei amando meu professor!
    E devo dizer que não foi rápido…

  2. Ueebaaa! Tomara que a Juju cumpra as palavras acima e realmente termine com a greve! Todos teremos uma dívida com o Poeta, se isso der certo. Aliás, Poeta, você é um super fofo, viu…

  3. Oi..poeta matemático…
    obrigada pela visita e pelo elogio…
    VC ouviu falar de faxina aonde? Na Gwen?É ela tá ali emcima…
    que bom
    poesia e matemática..sabe que eu achei que isso não dava “samba”?
    E dá…
    abraços,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s