Desejos e delírios


E ele sorri
Ele, imberbe
Embebe-me
Todos os meus poros
Com línguas e palavras
Roucas
Poucas
Ao meu ouvido

E ela me seduz
Fáceis rimas
Versos certos
Palavras quentes
Lágrimas
Páginas
Liquefazendo meus sentidos

E entre corpos
E versos
Escorrem dois líquidos
Suave e seco
Ácido e básico
Se anulando mutuamente

Em um só copo
Uma mistura febril
Enlaçando olhares

E a tomo pra mim
Quando a beijo
Na escuridão
Dos meus desejos

***********************************************

Escrito a quatro mãos, no frio da noite, onde os desejos se misturam mais fortes e efervescentes. Como gim com tônica, como Morango com Gengibre…

Anúncios

9 pensamentos sobre “Desejos e delírios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s