Puskas


Na humanidade houve pouquíssimos homens que influenciaram tantas pessoas como este homem aí em cima: Puskas. Húngaro, levou a seleção de seu país a ser campeã olímpica em 52 e à final da copa de 54, quando perderam para o fantástico time alemão.

A grande Hungria de Puskas é lembrada como a melhor seleção de futebol, excetuando a brasileira de 70, e como o melhor jogador europeu da história. Acima dele apenas Pelé.

Puskas resistiu ao comunismo na Hungria e emigrou para sobreviver, sendo aceito no Real Madrid, no melhor time de futebol da história, fazendo dupla de ataque com magnífico Di Stefano, o maior atacante da Argentina. Ganhou três copas dos Campeões da Europa, feito inédito na época.

Será sempre lembrado como o Grande Puskas.

Escrever este post pra ele, no dia de sua morte, pra mim é uma grande honra. Ele é tão grande que não merece apenas um poema, mas uma epopéia. Só sei que hoje é um dia muito triste, pois uma grande personalidade acaba de morrer.

Este blog está de luto em homenagem a este grande homem.

Silêncio por três dias…

Anúncios

4 pensamentos sobre “Puskas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s