Salto


A primeira vez era só som
E antes disso o cheiro
Que atravessava o espaço
Entre as ondas eletromagnéticas
Provocando confusões no coração

E eu quieto a dormir,
Sono de criança
Acompanhado pelos anjos
E sussurrado no cérebro:
Notas de Stravinsky

Mas eu voei no balão mágico
Sentindo o vento no rosto
Enquanto segurava tua mão
E nos jogávamos de lá
Voávamos sem asas
Corpos em êxtase
Banhados por pó de fadas…

Anúncios

8 pensamentos sobre “Salto

  1. Muito mais a ver com a ilustração do que com o poema: sabe que tenho muita vontade de voar em um balão? Caraca, acho lindo isso.

    Mas o poema tá lindo mesmo, bem do jeito que eu gosto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s