A Valsa do Morcego

Por do Sol

Fonte: http://www.starnews2001.com.br/meditation.html

Cai a noite lá na praia
Lua nova me seduz
Mentes sangram na derrota
Sonhos viram pesadelos
É a Valsa do Morcego
Inoculando o Imperador
É o bote da serpente
Setecentas mil paredes
São pintadas com meu sangue
Tremeluzem na lembrança
Lua nova me seduz
Corpo e lágrima, sangue e luz
Fogo e dor, paixão e amor
Tudo é igual a qualquer coisa
Na vida de qualquer pessoa
É a Valsa do Morcego
Cai a noite lá na praia
Mentes sangram na derrota
Não há dor maior que a minha
Não é certo não saber
É o bote da serpente
Sonhos viram pesadelos
É a Valsa do Morcego

Anúncios

5 pensamentos sobre “A Valsa do Morcego

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s