No Surprises (Ou Ensaio Sobre a Tristeza – II)

A gente aprende desde cedo que ter esperança é bom, que é preciso ter coragem. A gente aprende a ser forte e, quando não dá, aprende a fingir. A gente aprende a não chorar. A gente aprende a agüentar o medo, a dor, a perda, a morte, como se fosse normal sofrer.

A gente aprende a ter ilusões. Ilusões de felicidade, de que correndo atrás dos nossos sonhos eles se realizam. Besteira. Sonhar é o privilégio dos poucos que vivem da exploração da frustração do resto da humanidade. Num mundo desigual, onde o amor é o sentimento dos mais fracos, nada mais justo, nada mais certo, nada mais contumaz.

A gente aprende a se acostumar. Aprende a não ver. Aprende a achar tudo certo, tudo lindo e maravilhoso. Aprende que o mundo das novelas do Manoel Carlos é perfeito e que sua vida é uma merda. Aprende que se vc sofre a culpa é sua, da sua incapacidade, da sua fraqueza, do seu medo.

Aprende a querer ser o que não se é. Aprende a querer sempre mais. Aprende a ter preconceito, a refrear o ódio. Aprende a falar dos outros, puxar o tapete e puxar o saco. Aprende a ser mau, porque os fins justificam os meios. Aprende a ser otário e fingir de esperto.

Aprende a se viciar. Aprende a usar todos os meios para burlar, mentir, fingir. Aprende que é errado mostrar compaixão, ajudar, cooperar. Aprende a ser egoísta e a falar pra todo mundo que isso é individualismo. Aprende a criticar antes de fazer. Aprende a chamar nossa opinião de imparcial e a chamar todo mundo de reacionário ou hipócrita.

O sonho é uma idéia que se vende, e caro. Sonho é ter, não ser. Sonho é possuir, mesmo que seja o outro, o porteiro, a puta, a empregada, o amor de sua vida. Tudo tem seu preço. Nada tem garantias. Não há surpresas, porque tudo está certo, pensado, equilibrado. São as engrenagens do universo que o homem tem de domar.

É o homem. Acima de tudo o pensamento do homem, os desejos do homem, as virtudes do homem, a alegria do homem.

Nada vai mudar. Fomos vencidos. Não somos livres, não somos nada. Somos pó. E olhando assim, querem que eu seja otimista? Os otimistas que se fodam! Os otimistas são uns vendidos ou uns hipócritas. Os otimistas são escravos.

Não há alegria, não há virtude. Não há perdão, não há amor sincero, pq não há poesia, beleza, serenidade…

Pra quê viver assim? Pra quê insistir? Eu cansei de ter coragem, cansei de ter expectativas frustradas. Cansei de dividir meus dias com pessoas que não se importam com meus planos. Cansei de ilusões.

Quer os clichês, porque eles dizem o que eu sou. Sou medíocre e fraco e isso me faz humano. Sou sincero, falo o que penso e penso pela minha cabeça. Sigo meus passos e erro, como erro. É errado errar? É errado se permitir ser diferente?

Sei que não, por isso luto. Luto para esquecer o que aprendi e para compreender as coisas sempre de outro modo, mais amplo.

Mas sofro, porque entender a verdade dói na mesma medida que liberta. Sofro por querer um sonho que não seja só meu, mas que seja de todos…

Hipócrita, ingênuo, estúpido?

Não sei, é o que ouço pelo caminho…

Mas sigo, onde meus passos marcados na areia se tornam mais profundos, onde sofro com mais intensidade é que vejo a verdade com os olhos mais abertos. E ali, entre a dor e o fracasso é que percebo lampejos, brilhos fracos e inconstantes de pureza e, quem sabe, amor e alegria….

 

Anúncios

7 pensamentos sobre “No Surprises (Ou Ensaio Sobre a Tristeza – II)

  1. Eu acho que a noite de sábado, a solidão, a falta de bebida e quiçá de sexo te afetaram.

    Eu sei pq olha, isso aí é tudinho eu.

    “A heart that’s full up like a landfill
    A job that slowly kills you
    Bruises that won’t heal…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s